quarta-feira, 11 de março de 2015

Homens de Preto #01 de 03

Here come the Men in Black (Men in Blaaaaack)
 Galaxy defenders (oahhaooohh ohhhhh)
 Here come the Men in Black (Men in Blaaaaack)
 They won't let you remember

Em 1997 essa música de Will Smith infernizou os ouvidos de muita gente. Era o tema de Homens de Preto, filme estrelado por Smith e Tommy Lee Jones, que virou um sucesso internacional. Baseado em uma (até então) obscura história em quadrinhos criada por Lowell Cunningham, o divertido filme contava a história dos agentes Jay e Kay, membros de uma misteriosa agência responsável pelo controle das espécies alienígenas que viviam secretamente entre nós. Com um roteiro simples, mas bacana, recheado de humor, ação e efeitos especiais, além da perfeita química entre os dois atores, Homens de Preto foi um sucesso merecido e acabou ganhando mais duas (fracas) continuações, e uma série sensacional de desenhos animados.

A história em quadrinhos que estão prestes a ler é a primeira minissérie dos personagens, lançada em 1990 pela editora independente Aircell. A editora mais tarde foi comprada pela Malibu, que lançou mais uma minissérie em três partes. Em seguida, a poderosa Marvel adquiriu a Malibu e lançou diversos especiais, aproveitando o sucesso do filme.

Escrita por Lowell Cunningham com desenhos bastante primários de Sandy Carruthers (o que deve ter sido a razão desse quadrinho nunca ter sido lançado no Brasil), a primeira mini de Jay e Kay difere um pouco dos filmes. Nos quadrinhos, Jay é caucasiano, e não afrodescendente como no filme. No entanto, os elementos principais vistos no filme estão presentes no gibi, em especial, a boa química entre os bons personagens. 

Confiram a primeira parte dessa pérola dos quadrinhos independentes e, como sempre, aguardem novas aventuras aqui mesmo no Gibiscuits.

Tradução, tratamento das imagens e letras:
Johnny Who


6 comentários:

roberto hollanda disse...

opa! Realmente, quando vi "man In Black?? fala sério!"... Mas, quando vi que era a primeira mini série de quadrinhos, aí respeitei!!

Skætos disse...

A Malibu era um estúdio pitoresco mesmo. Tinha esses subselos, que na verdade eram editoras "de fundo de quintal", como a Aircel e a Adventure... mas às vezes saía umas coisas boas. Parece que este é o caso.

Carfrangs disse...

Nos "fundos de quintais" tb temos diversão hehe, valeu!!

Anônimo disse...

Obrigado pela tradução,estava esperando por essa série a 300 anos!!!

Anônimo disse...

boa! Acho que nem sabia da existência disso.
falando do filme pena que os últimos foram muito ruins.
Só o primeiro vale a pena ver!
Agora vou poder avaliar o HQ que inspirou o filme.
obrigado.
elcio

Anônimo disse...

Rapaz!! como é possível um HQ como esse ter conseguido vender uma ideia para o cinema???
Achei bem fraco o HQ no roteiro e especialmente na arte. além de nada ver com o tema do filme.
será que o filme teve sua origem neste HQ???
Sera que o autor teve que fazer algum agrado insano para ver sua ideia nas telas do cinema?
Bem! obrigado pelo up.
Espero que no próximo numero tenha alguma pitada a mais do que se conhece atravez do filme.
elcio