terça-feira, 21 de julho de 2015

Providence #02


Finalmente trazemos a segunda edição da nova obra-prima do bardo Alan Moore. A razão da “demora” foi a quantidade absurda de referências contidas nesse número (e que deve se avolumar ainda mais nos próximos, para o desespero de nosso colega tradutor e pesquisador). Aqui, Moore finalmente assume que Providence se passa no mesmo universo de The Courtyard (O Pátio) e Neonomicon, além de possuir uma forte ligação com o conto “Horror em Red Hook” de Lovecraft. A leitura dessas obras é imprescindível para um melhor entendimento da minissérie. No entanto, como nós do Gibiscuits somos bonzinhos, preparamos mais uma vez uma extensa e elucidativa lista de referências - feita minuciosamente pelo nosso amigo Skætos - que vai ajudá-los a compreender esse magnífico exemplar da nona arte. 

Sendo “macaco velho” no mundo dos scans, posso afirmar sem nenhuma sombra de dúvida que desde Miracleman (feito pela galera do Miracleman Brasil), nenhuma outra obra em quadrinhos foi tratada com tanto cuidado, tanta paixão, quanto esta que vocês estão conferindo agora, superando até mesmo muitas publicações oficiais lançadas em terras tupiniquins. É o Gibiscuits fazendo história!

Tradução e pesquisa: Skætos
Diagramação: Johnny Who



7 comentários:

Everton Veras disse...

Taí uma coisa que se pode confiar: a qualidade dos scans do GIBISCUITS!

Lienio disse...

Valeu!, nunca vi um trabalho tão exemplar - PARABÉNS!

Anônimo disse...

Vlw Gibiscuits!!!!! Adoro Alan Moore, e essa HQ está muito foda!!!!

Anônimo disse...

Sensacional ! Maravilhoso o trabalho de vocês !!! Alan Moore é foda, essa HQ tá demais.

robson firmino cavalcante disse...


muitíssimo obrigado por essa, muitíssimo obrigado sempre por todo o trabalho excelente de vocês, de coração...

Clauber disse...

Cara, muito obrigado por matar minha ansiedade de ler coisa nova do Moore. Sou muito fã dele e quando sair no Brasil a edição física com certeza vou querer comprar, mas o fato de já poder ler agora e com tanta qualidade é algo que não tenho palavras pra agradecer. Um forte abraço pra vcs!

Marcio Roberto disse...

Fiz muito bem em reler, porque de fato tava perdendo um bocado de coisa! Enfim, mais uma vez obrigado pelo trabalho e o empenho de vocês. Também já vi que preciso com urgência ler mais uns contos do tio (que bom que já li o da Sombra sobre Insmouth, e tô pensando em reler).